Por que dormir é importante para sua saúde

0
109
surferawake
surferawake

Dizer que “dormir é para os fracos” é uma afirmação enganosa. Aqui estão algumas razões válidas e cientificamente comprovadas pelas quais o sono é uma parte tão essencial de nossa vida.

Você sabia que um terço dos americanos não tem uma boa noite de sono regularmente? Uma boa noite de sono é essencial para descansar a mente e o corpo e para curar feridas.

Quando dormimos, eliminamos o desperdício mais rápido do que quando estamos acordados. Na verdade, os benefícios do sono são numerosos.

O sono é uma forma de equilibrar todas as funções do nosso corpo e atua como uma vacina. Hábitos de sono saudáveis ​​levam ao desenvolvimento de escudos imunológicos mais fortes e eficazes contra doenças e enfermidades.

O sono repara os sistemas muscular, nervoso, esquelético, imunológico, respiratório, digestivo, endócrino e cardiovascular.

Não só melhora o seu humor e faz você se sentir melhor, como também fortalece e consolida a sua memória e melhora o seu desempenho físico.

A adoção de ciclos de sono regulares e de boa qualidade tem grande impacto na qualidade de vida, com resultados imediatos e positivos nos níveis de atenção, estabilização do peso e redução dos estados depressivos.

Necessidades de sono

Então, de quanto sono precisamos? O ideal é que as pessoas durmam entre 2 e 7 horas, dependendo da idade.

As recomendações médias de sono são as seguintes:

Recém nascidos (0-3 meses): 14h00 às 17h00

Bebês (4-11 meses): 12 a 3 horas

Crianças pequenas (1-2 anos): 11h às 14h

Crianças pré-escolares (3-5 anos): das 10h00 às 13h00

Crianças em idade escolar (6 a 13 anos): 9h às 11h

Adolescentes (14-17 anos): 8 a 10 horas

Adolescentes (18-25 anos): 7 a 9 horas

Adultos (26-64 anos): 7 a 9 horas

As pessoas maiores (65 anos): 7 a 8 horas

Acredite ou não, dormir é uma das melhores maneiras de ficar em forma. Pessoas que dormem bem também tendem a ter uma pele mais saudável e se comunicar melhor com as outras pessoas.

Oito horas de sono também evitam dores de cabeça e tornam você mais produtivo.

O sono protege você do resfriado comum e evita o desenvolvimento de câncer de mama e de cólon.

Sono: equilibra corpo e mente |  Foto: Pixabay / Creative Commons

Algumas pessoas têm problemas para dormir ou adormecer. Mais cedo ou mais tarde, os problemas de falta de sono levarão a problemas de saúde, como lesões físicas agudas, depressão, doença mental e até alucinações.

Consequências da privação de sono

Os efeitos da privação de sono são os seguintes:

24 horas: diminuição da atenção, diminuição da memória e audição, má tomada de decisão, diminuição da coordenação olho-mão e mais estados emocionais;

36 horas– altos níveis de marcadores inflamatórios na corrente sanguínea, aumento do risco de complicações cardiovasculares, instabilidade emocional, perda de motivação;

48 horas: micro-sono ocasional, desorientação e perda de concentração;

72 horas: incapacidade de manter uma conversa, alucinações, confusão, desmaios;

A falta de sono pode ser fatal – pessoas que não dormem porque devem ter problemas para se concentrar e pensar.

Eles experimentarão mudanças repentinas de humor, má coordenação, aumento do risco de diabetes e doenças cardíacas, baixo desejo sexual, pressão alta, irritabilidade, ansiedade e fadiga durante o dia.

Como dormir melhor

A luz artificial e os dispositivos digitais mudaram a maneira como dormimos. Existem várias coisas que você pode fazer para melhorar seu sono.

Aqui estão algumas mudanças importantes que você precisa fazer para melhorar drasticamente a quantidade e a qualidade de sua sessão de descanso diária:

1. Não beba água duas horas antes de deitar;

2. Evite café, chocolate e álcool antes de dormir;

3. Remova todos os dispositivos digitais (televisores, smartphones, tablets, relógios digitais) do seu quarto e da sua cama;

4. Defina a temperatura da câmara para 18 ° C (64 ° F);

5. Use luzes baixas e quentes antes de dormir;

6. Tente criar um ambiente calmo;

7. Fornece um colchão confortável;

Compre um travesseiro de qualidade;

9. Vá para a cama por volta da mesma hora todos os dias;

10. Forneça um quarto escuro;

11. Adote ciclos de sono de 1,5 horas (exemplo: 6, 7,5 e 9 horas de sono);

12. Adote uma posição correta para dormir;

13. Exercite seu corpo regularmente;

Dormir: descanse mais, navegue melhor |  Foto: Shutterstock

A temperatura do ar, a umidade do ambiente, a quantidade de luz, alimentos e bebidas nas horas antes de dormir têm grande influência na qualidade do seu sono.

Mas outros fatores, como o estresse que você sente, sonambulismo, terror noturno, insônia, síndrome das pernas inquietas e nível de condicionamento físico, também perturbarão seu sono.

E por que você ainda está cansado depois de oito horas consecutivas de sono?

Posições ruins para dormir, tamanhos de travesseiros errados, apnéia do sono, ranger de dentes e ciclos de sono irregulares podem ser a resposta para o seu problema.

A qualidade do sono tem um grande impacto no desempenho atlético.

Um atleta que mantém uma programação de sono regular se sentirá constantemente energizado, rejuvenescido, relaxado, alerta, feliz e em forma.

Quer seja surf, futebol, tênis, basquete, Fórmula 1 ou boxe, a falta de sono sempre resultará em desempenho ruim, motivação reduzida e processos cognitivos limitados.

É por isso que equipes, preparadores físicos e treinadores estão prestando mais atenção em controlar a quantidade e a qualidade do sono de seus atletas de ponta.

A eficiência do sono está diretamente relacionada aos padrões de desempenho e comportamentos.

Clique para avaliar este post!
[Total: 0 Média: 0]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui