“Mad Dogs”, a história dos pioneiros de Tiburon

0
30
marciofreire
marciofreire

“Mad Dogs” é um documentário sobre três surfistas que queriam mostrar ao mundo que remar nas ondas de Jaws não era uma missão impossível.

O filme de 75 minutos apresenta três Hellmen brasileiros: Danilo Couto, Marcio Freire e Yuri Soledade. Eles se mudaram para o Havaí no final da década de 1990 com um objetivo específico em mente: surfar nas maiores ondas do mundo.

“Mad Dogs” foi dirigido por Roberto Studart. Rodado durante a temporada de 2015, o filme revela depoimentos de personalidades da cena mundial do surf, como Shane Dorian, Tom Carroll, Darrick Doerner, Buzzy Kerbox e Eddie Rothman.

Danilo Couto cresceu em Salvador, Brasil e começou a surfar aos 10 anos. Em 1997, enquanto estudava economia, convenceu seus pais de que precisava se inscrever em um curso de inglês na Califórnia.

Mas antes disso, ele foi ao Havaí para visitar seu amigo Yuri. Nunca volte. Ele começou a trabalhar com carpintaria, louças, limpeza e quase tudo que lhe permitia surfar. Em 1999 pegou uma onda de 15 metros em Waimea e terminou com uma publicação em uma revista de surf.

A partir daí, Danilo se consolidou como um dos melhores grandes cavaleiros do mundo. Ele foi dez vezes finalista do prêmio XXL Big Wave e ganhou “Ride of the Year” em 2011.

Marcio Freire também começou a surfar muito jovem e se sagrou campeão estadual na Bahia. Mas por não se encaixar na rotina de uma cidade grande, decidiu largar a faculdade e ir para o Havaí em busca do sonho de uma vida simples em torno do surf.

Cães raivosos: Yuri Soledade, Danilo Couto e Marcio Freire |  Foto: cães loucos

Depois de anos lavando pratos, ele começou a levar turistas de barco e se manteve afastado dos holofotes da mídia. O distanciamento social de Márcio o torna um personagem atípico na sociedade em um momento em que todos buscam a glória. Marcio nunca aderiu ao movimento drag. Ele sempre surfou Jaws sozinho, com a força de seus braços.

Yuri Soledade cresceu entre a cidade de Ilhéus e Salvador. Depois de vencer um concurso onde o prêmio era uma passagem para o Havaí, ele realizou seu sonho de se estabelecer por lá. Ele largou a escola técnica e, como todos os imigrantes, ansiava por sobreviver.

A história de Yuri é o verdadeiro sonho americano. Vindo de um país do terceiro mundo, sem dinheiro e sem falar inglês, ele começou a lavar pratos em um restaurante. Mais tarde, ele se tornou o gerente e, finalmente, o proprietário. Depois disso, abriu mais dois restaurantes e hoje é um empresário de sucesso.

Como ponto de passagem, disputou o primeiro ranking da competição de surf com Márcio. No arquipélago havaiano, ele se tornou um surfista livre e desenvolve um apetite incomparável por ondas grandes. Além dos restaurantes, Soledade passa o tempo caçando as maiores ondas do mundo. Ele é “autopatrocinado”, algo muito raro de se realizar.

Couto, Freire e Soledade começaram a surfar em Jaws em 2006, sem auxílio de jet skis, equipamentos de resgate e coletes salva-vidas. Felizmente, eles sobreviveram para contar a história.

Clique para avaliar este post!
[Total: 0 Média: 0]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui